Você conhece a lenda do rito de passagem da juventude dos índios Cherokees?

“O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho.
O filho se senta sozinho no topo de uma montanha toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte. Ele não pode gritar por socorro para ninguém. Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem. Ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido.
O menino está naturalmente amedrontado. Ele pode ouvir toda espécie de barulho. Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele. Talvez alguns humanos possam feri-lo. Os insetos e cobras podem vir picá-lo. Ele pode estar com frio, fome e sede. O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele se senta estoicamente, nunca removendo a venda. Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.
Finalmente…
Após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida. Ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele. Ele estava a noite inteira protegendo seu filho do perigo”. Nós também nunca estamos sozinhos!
Mesmo quando não percebemos, sempre “alguém” está olhando para nós, ‘sentado ao nosso lado’. Quando os problemas vêm, tudo que temos a fazer é confiar que existe alguma coisa que está nos protegendo.
Mas quem?
Vejam só, existe em nós um sistema de comunicação que nos vem através de nossa intuição. Simplesmente o que falta é acionar esse sistema. Eu vou lhe ensinar como: você precisará, com certeza estar calmo e sossegado, e dessa forma tente conectar-se com algo que existe dentro de você e que chama-se intuição. E pergunte à sua intuição o que deverá ser feito naquele momento de aflição, ou de indecisão, ou de muito sofrimento.
Por vezes a resposta não vem de imediato, e o mais acertado é fazermos a pergunta na hora de ir dormir. Com certeza, um pouco mais tarde, ou no dia seguinte, haverá em você uma resposta para a sua indagação. Ela vem como se fosse um pensamento seu, e por vezes, até nos perguntamos: “Como não pensei nisso antes?”.
É sua intuição, sua parte sábia, respondendo à sua indagação. Sem sabermos ela estará como o pai do pequeno índio velando por você, para que erre o menos possível na vida.
E evite tirar a sua venda antes do amanhecer…
Moral da história:
Apenas porque você não vê, não significa que não esteja protegido

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.